Luiz Ovando defende intubação de paciente com falta de ar e diz que procedimento pode salva vidas

Deputado, que é médico, afirma que máquina é aliada fundamental para recuperar capacidade de o doente respirar sozinho, como os infectados pela Covid-19

O deputado federal dr. Luiz Ovando (PSL-MS), que é médico, defende o uso da intubação nos casos de insuficiência respiratória e diz que o procedimento, ao contrário do pensamento comum das pessoas, “salva vidas”.

Em palestra no último domingo na Terceira Igreja Batista em Campo Grande, Ovando tratou do assunto em razão da Covid-19, cujo principal sintoma é a falta de ar. No Brasil, foram registrados até o momento mais de 203 mil mortes, com 8,1 milhões de casos, dos quais 7,2 milhões recuperados.

Com a pandemia, surgiram falsas notícias de que a intubação poderia estar apressando a morte de pacientes em estado grave. “Não é verdade. O que causa morte é a pessoa ficar sem respirar por alguns minutos”, reforça, com veemência, em vídeo divulgado nas redes sociais

Segundo dr. Ovando, durante o tempo em que atuou como intensivista e na linha de frente em hospitais e clínicas havia um pedido quase comum de familiares de pacientes internados para que fosse evitado o uso da intubação. “Há uma falsa ideia das pessoas de que aquele tubo, a cânula, causa sofrimento ao paciente, quando é o contrário”, explica.

O parlamentar afirma que o objetivo da intubação é permitir que a máquina respire no lugar do paciente, o que provocará o relaxamento daquele corpo e o equilíbrio das funções vitais, fazendo com que o doente volte a respirar sozinho. “Então, não peça para o médico não fazer isso porque é uma decisão clínica dele, que está cuidando daquele paciente”, recomenda.

Fonte: Ms em Brasília http://www.msembrasilia.com/2021/01/12/luiz-ovando-defende-intubacao-e-diz-que-mecanismo-salva-vidas/