Em Brasília, Luiz Ovando pede mais vacinas e ganha elogio do presidente

O deputado federal Dr. Luiz Ovando (PSL-MS) entregou quarta-feira (26) ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, pedido para que o Governo federal envie 30% a mais de doses de vacinas para os municípios de Mato Grosso do Sul situados nas fronteiras com o Paraguai e a Bolívia.

O deputado esteve em Brasília nessa semana, onde participou das sessões presenciais da Câmara dos Deputados e de reuniões nas comissões das quais participa. Ovando também visitou quatro ministros, com os quais discutiu projetos para investimento nos municípios.  

O parlamentar argumenta que, em razão da grande extensão de fronteira seca com esses dois países, não há controle na entrada de pessoas, o que pode agravar a situação de contágio do novo coronavírus. “É preciso imunizar o maior número de brasileiros residentes nessa longa faixa de fronteira para que o risco de novos contágios seja reduzido”, explica.

Segundo Luiz Ovando, o ministro garantiu que irá estudar o pedido e que ele se mostrou sensível às argumentações sobre a vulnerabilidade das populações nas fronteiras. “O ministro faz um grande trabalho. O governador Reinaldo Azambuja também tem tido grande atuação à frente do combate à pandemia em Mato Grosso do Sul”, acrescentou.

Ao deixar a reunião no Ministério da Saúde, o deputado participou, no Palácio do Planalto, da solenidade de sanção da lei que aumenta para 53 o número de doenças detectáveis pelo exame do pezinho, realizado pelo Sistema Único de Saúde. Ovando conversou com o presidente Jair Bolsonaro, de quem recebeu elogios pela atuação como representante de Mato Grosso do Sul na Câmara dos Deputados.

“O presidente (Jair Bolsonaro) disse que tem acompanhado nosso trabalho, especialmente em defesa do tratamento precoce, além das bandeiras que nos levaram a cargos eletivos, como da presidência da República, Senado e Câmara. Jamais vou me afastar da missão para a qual fui escolhido, em defesa da nação, da família e da liberdade”, afirma Ovando.