Dr. Luiz Ovando propõe diagnóstico sobre a atuação do clínico geral no SUS

O deputado federal Dr. Luiz Ovando (PSL) propôs nesta semana a criação de um grupo de trabalho na Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados para traçar diagnóstico sobre a atuação do clínico geral nas unidades do Sistema Único de Saúde (SUS). 

O objetivo é saber por que esses especialistas têm resolvido cada vez menos casos no atendimento primário. Os clínicos, segundo Luiz Ovando, têm que resolver pelo menos 80% dos casos e encaminhar apenas 20% deles. “Mas tem ocorrido o contrário”, observa.

O parlamentar, que é médico há 45 anos, explica que é possível fazer diagnóstico com base na história clínica e de exame físico do paciente. “Temos que descobrir o que está havendo. Se tem a ver com o salário, formação deficiente nas escolas médicas, pouco interesse do próprio profissional”, diz.

Luiz Ovando afirma que a baixa qualidade no atendimento primário tem sobrecarregado os hospitais públicos. “Há preocupação de não se colocar tudo nas costas dos médicos, mas eles são os comandantes do atendimento básico”, avalia. 

Os municípios, segundo o deputado, precisam acompanhar os atendimentos primários. “O prefeito acha que só o fato de ter médico atendendo basta. E não é assim. Tem que saber o percentual de resolução dos atendimentos”, sugere.

Com esse diagnóstico, Ovando acredita que a especialidade em clínica geral será mais valorizada e atrairá mais médicos recém-formados. “É uma especialidade essencial para a saúde da população e que, se bem desempenhada, ajuda a melhorar o atendimento de modo geral”, diz.