Deputado Federal Dr. Luiz Ovando vai a Brasília levar demandas do Estado.

Nesta quinta-feira, dia 24, o Deputado Dr. Luiz Ovando teve um dia muito produtivo de reuniões em Brasília. Pela manhã, o Parlamentar esteve no Ministério da Justiça e Segurança Pública com o secretário executivo, Tercio Tokano, onde pôde apresentá-lo o projeto da ACADEMIA NACIONAL DE FORMAÇÃO DE CAPELÃES DE POLÍCIA, que engloba as Polícias Federal, rodoviária federal, além do Depen. O projeto propõe a criação de uma Academia Nacional de Capelães de Policia Judiciária, com o objetivo de formar ministros capazes de assessorar, conduzir, implementar e criar projetos e programas para que os policiais sejam atendidos integralmente desde sua formação até aposentadoria, visando a saúde e bem estar de todos os policiais judiciários do Brasil, pois ao lidar com várias situações estressantes, sem apoio e ajuda psicossocial e espiritual, o policial pode adoecer e fatalmente seu adoecimento pode evoluir para a tentativa de suicídio, ideação suicida e por fim para a consumação do suicídio.  

Secretário Executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Tercio Tokano e o Deputado Dr. Luiz Ovando.

Segundo o Deputado Dr. Luiz Ovando, “a implantação da Capelania realizará uma mudança de cultura e mentalidade desde a formação dos policiais nas academias, implantando uma cultura de humanização, de prevenção do adoecimento mental, de amor próprio e de acolhimento para uma melhor qualidade de vida, trabalhando o ser humano na sua integralidade para que tenha uma boa saúde laboral.”

Considerando que a religião é o primeiro fator protetivo contra o suicídio e uma grande aliada na prevenção das doenças psicossomáticas, Dr. Luiz Ovando defende que a  implantação do serviço de capelania, que integrado ao serviço de atendimento psicossocial, possibilita administrar de forma eficaz os riscos ocupacionais e de elevado estresse a que os policiais são submetidos diariamente, prevenindo desde graves depressões até o suicídio.

Em seguida, o Deputado se dirigiu ao Palácio do Planalto, onde teve reunião com Jorge Oliveira, Ministro da Secretaria Geral da Presidência para levar demandas do Estado de Mato Grosso do Sul em diversas áreas, dentre elas a Educação.  

Jorge Oliveira, Ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência e o Deputado Dr. Luiz Ovando

Ainda no Planalto, a convite do Chefe de Gabinete do Presidente Bolsonaro, Pedro Nunes, o mesmo recebeu o Deputado com muita disposição e empatia e puderam conversar sobre política e o sólido apoiamento ao Presidente Bolsonaro, em conversa de cortesia.

Pedro Nunes, chefe de gabinete do Presidente Jair Bolsonaro e o Deputado Federal Dr. Luiz Ovando.

Em seu Gabinete, o Deputado recebeu o ministro-conselheiro da Venezuela, Tomás Silva, para tratar de assuntos referente aos problemas que têm enfrentado a Venezuela relativo à crise político-econômica e o êxodo de milhares de pessoas devido à ditadura imposta por Nicolás Maduro que ocasionou a segunda pior crise migratória dos últimos tempos, depois da Síria. O Governo de Bolsonaro criou desde 2018, a operação acolhida, que vêm recebendo com dignidade os refugiados e migrantes venezuelanos, fugidos do País e conduzindo-os à interiorização, sendo que o Estado de Mato Grosso do Sul, principalmente a capital Campo Grande, vêm recebendo estes refugiados e migrantes venezuelanos com o objetivo de oferecer oportunidades de inserção socioeconômica.

Dr. Luiz Ovando e o Ministro-Conselheiro da Venezuela Tomás Silva

Já no período da tarde, o Deputado Dr. Luiz Ovando esteve no Ministério da Saúde, com os Assessores Especiais Aírlton Cascavel e Leonardo Soares, para tratar entre outros assuntos relevantes à saúde do Estado, a questão da Santa Casa de Campo Grande, que vem pautando suas ações com foco na redução do endividamento e no resgate da credibilidade da instituição junto aos seus fornecedores. Porém, essa situação de desequilíbrio financeiro, que inviabilizou a capacidade de o hospital honrar com os seus compromissos, levou fornecedores a cancelar a entrega de insumos referentes a 25 ordens de compras – 98 itens de medicamentos e materiais hospitalares e põe o Hospital em sérios riscos de suspender a oferta de serviços da saúde, “vamos juntos continuar envidando esforços visando solucionar problemas desta importante instituição que é a Santa Casa de Campo Grande”, finaliza o Deputado.

Os assessores especiais do Ministério da Saúde Aírlton Cascavel e Leonardo Soares, Dr. Luiz Ovando e o assessor parlamentar Marco Aurélio Nascimento.

Em sua última reunião em Brasília, o Deputado se reuniu com Felipe Belmonte, um dos criadores do partido Aliança pelo Brasil, onde foi reforçado o propósito de dar ênfase à criação do partido. Segundo Ovando, “o processo de assinaturas para o apoiamento continua com força total, já conseguimos 5 Estados, dentre eles, Amapá, Amazonas, Distrito Federal, Santa Catarina e nosso estado de Mato Grosso do Sul, devemos alcançar 9 Estados e o número de 492 mil apoiamentos, o que nós planejamos  conseguir dentro de 2 a 3 meses”