Câmara Municipal de Dourados realiza nesta sexta-feira (5), Audiência Pública para debater a implementação do ‘Passaporte Sanitário’.

O tema da audiência é ‘Passaporte Sanitário: segurança ou um ato de discriminação’.

O evento tem como objetivo, o amplo debate sobre a implementação do mecanismo de barreira sanitária entre os que são favoráveis e aqueles que são contrário. Discussão que está sendo amplamente abordada no Brasil e em todo o mundo.

Para o vereador Juscelino Cabral, propositor da audiência, “a audiência trará a reflexão de que é preciso debater se o passaporte da vacina traz segurança ao cidadão ou se é um ato discriminatório, que fere os princípios individuais como a liberdade de ir e vir”.

Médico há 46 anos, o deputado federal Dr. Luiz Ovando, contrário ao passaporte sanitário, destaca que, “o  passaporte cria grupos sociais excluídos, discrimina e separa, ferindo princípio da isonomia além de criar problemas ético-jurídicos”. Para ele, ao se impor restrições, faz-se necessário base científica e linha de investigação sobre acompanhamento dos vacinados em diferentes faixas etárias para análise da reação orgânica frente ao vírus.

O evento acontece a partir das 18h, e será aberto ao público em geral. A mesa será composta pelo vereador Juscelino Cabral, o deputado federal  e médico, Dr. Luiz Ovando, os médicos, João Jackson Duarte e Takeshi Matsubara , o enfermeiro Wilson Brum e o advogado  Noemir Felipetto.